‘A construção de um novo sistema de direitos deve contemplar, sobretudo, o direito à vida’ diz Paulo Henrique Novaes


O professor Paulo Henrique Novaes Martins de Albuquerque, do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), conversou com o blog do CEE-Fiocruz, após proferir a conferência de abertura no 7º Congresso de Ciências Sociais e Humanas em Saúde da Abrasco, sobre o republicanismo e as limitações que esse sistema impõe ao Sistema Único de Saúde (SUS). “Repensar o Sistema Único de Saúde (SUS) significa avançar em um contexto que chamo de pós-republicanismo, com a incorporação de novos direitos sociais, de novos direitos à vida”, afirma Paulo Henrique. O Centro de Estudos Estratégicos da Fiocruz (CEE-Fiocruz), vinculado à presidência da instituição, tem como missão incentivar a construção de políticas de saúde justas e sustentáveis a partir de pesquisas, análises e debates com diferentes setores da sociedade. Centra esforços na articulação de saberes e conhecimentos produzidos na Fiocruz e em outros importantes centros e redes acadêmicas nacionais e internacionais, orientando a tomada de decisões, por parte de gestores e governantes e pela população. Nos moldes de um think tank, e inspirado no conceito ampliado de saúde, o CEE-Fiocruz é um espaço de interação entre reflexão acadêmica e ação política.

Assista ao vídeo:

Comments

comments

Deixe uma resposta